27 de junho de 2012

GLS TEEN - CAP. 195 - Última semana!



No capítulo anterior...
- Bebel confirma que saiu com o Senador, dá entrevistas e vai a programas de TV. Um grande escândalo se arma
- Bernardo se sente culpado pela situação da família e dá sinais de depressão. Pâmela e Lorraine o aconselham
- Hoffmann revela a Gilberto que se sente atraído por ele, mas Gilberto diz que não está preparado para se envolver
- Joel aconselha Gilberto a namorar Hoffmann
- Joselito e Jussara vão ao emprego de Joana e fazem um escândalo

CAP. 195

GERENTE: Mocinha, o que tá acontecendo aqui?
JUSSARA: Melhor o senhor perguntar pra sua funcionária. Essa bandida seduziu a minha mãe e fez a cabeça dela para abandonar o meu pai e sair de casa.
JOANA: Eu não tive nada a ver com isso, Jussara, sua mãe saiu de casa porque o casamento dela com o seu pai já não dava certo há muito tempo.
JUSSARA: Mentira! Agora você tá jogando a culpa no meu pai para encobrir a sua safadeza! Foi você que fez cabeça dela!
GERENTE: Garota, por favor, vamos conversar lá dentro. Não quero escândalo aqui na minha loja...
JUSSARA: Mas eu quero! Quero que todo mundo fique sabendo que tipo de gente o senhor bota pra trabalhar aqui! Isso daí é uma mulher safada, sem caráter, sem princípios! Primeiro ela deu em cima de mim e como viu que eu não queria nada com ela, foi dar em cima da minha mãe. Esse sapatão dos infernos!
GERENTE: Sabe o que é? É que vida particular dos nossos funcionários não nos interessa. Aqui é um local de trabalho. Procure a Joana em outro lugar pra resolver as diferenças de vocês.
JUSSARA: Eu não quero ver esse sapatão nunca mais na minha vida! Só vim aqui pra dizer tudo que tava entalado na minha garganta. O senhor sabe o que é isso? O senhor já passou por essa situação: sua mãe abandonar o seu pai, o lar dela, os filhos, a minha irmãzinha pequena, para ir atrás de outra mulher?
GERENTE: Felizmente não.
JUSSARA: Então o senhor não sabe como eu me sinto. Minha família foi destruída por essa coisa aí! Minha família virou motivo de deboche na vizinhança, na escola. Meu pai tá arrasado. É por isso que eu não gosto de sapatão! Nunca gostei! (e desaba a chorar)

Joselito e o gerente amparam Jussara, enquanto uma funcionária lhe traz um copo com água. Aos poucos todos os clientes se retiram da loja.

Bebel recebe uma ligação no celular. Mais uma entre as dezenas que tem recebido desde que estourou o escândalo do Senador. Porém, dessa vez não se trata de mais uma pergunta ou curiosidade, mas de uma voz firme e ameaçadora.

INTERLOCUTOR: Você se meteu com quem não devia mocinha. E agora vai pagar caro por isso! Fecha o bico, pare de falar besteira na imprensa. Se não calar a boca, logo logo vai comer capim pela raiz. Fui bem claro? E mais: não comente com ninguém sobre essa ligação. Para o seu próprio bem.

Bebel desliga, trêmula.

LORRAINE: O que foi bicha? Parece que viu fantasma.
BEBEL: Ver eu não vi, mas ouvi. Era uma ameaça.
LORRAINE: Que tipo de ameaça?
BEBEL: Disse pra eu calar a boca, para de falar demais. Senão vou comer capim pela raiz.
LORRAINE: Tá na cara que isso vem da parte do Senador. Essa gente não é mole não mona! Você se meteu onde não devia...
BEBEL: Você acha mesmo que eles seriam capazes de cumprir com uma ameaça dessas?
LORRAINE: E não? O cara é uma autoridade, tem grana. E você? Se aparecer morta amanhã na sarjeta, ninguém vai nem saber quem é. Se bobear até te enterram como indigente. No máximo você vai aparecer na capa do “Expresso”, aquele jornal sensacionalista. Mas depois de uma semana, ninguém vai nem se lembrar mais. Vai por mim: tome cuidado. Você tá brincando com fogo! Melhor você ficar quietinha em casa por esses dias. Pelo menos até a poeira baixar.
BEBEL: Vou fazer isso mesmo...

Logo depois, no escritório da loja...

JOANA: Eu queria pedir desculpa por tudo que aconteceu. A Jussara é uma patricinha mimada. Vive dando chilique. O senhor me desculpe, não vai acontecer novamente.
GERENTE: Joana, infelizmente, depois de tudo que aconteceu aqui hoje, não resta alternativa. Não tem mais como você continuar trabalhando aqui.
JOANA: O senhor tá dizendo que eu tô sendo demitida?
GERENTE: Exatamente. Você pode voltar na semana que vem pra receber os seus direitos.
JOANA: Mas o senhor/
GERENTE: Não tem mais nem meio mais. Volte na semana que vem.
JOANA (irritada): Aquela patricinha me paga! (e sai)

No almoço em família, Betina aproveita para fazer um comunicado.

BETINA: Bom, aproveitando a família toda aqui reunida, eu queria dizer/
AIRTON (cortando): Pelo amor de Deus! Fecha essa matraca. Cada vez que você abre a boca aqui é um terremoto que desaba sobre essa família.
SIMONE: Se pudesse nos poupar das suas declarações seria melhor. Já não basta tudo o que aconteceu?
BETINA: Calma, meus irmãos. Não vou fazer nenhuma revelação bombástica. Vocês me acusam de tudo, como se eu tivesse culpa de ter nascido assim, diferente. Eu não pedi pra ser assim não. A gente nasce e pronto.
JUAREZ: O que é filho? Se não for nada chocante, pode dizer. Seus irmãos vão te ouvir.
BETINA: Eu tive pensando melhor, depois de tudo que tem acontecido, e cheguei à conclusão que talvez fosse melhor eu sair dessa casa. Não quero ser motivo de vergonha e constrangimento pra vocês. Também quero ser livre para seguir o meu caminho. Não quero viver aqui como se fosse um peso, um encosto, uma presença indesejada. Eu tava pensando em voltar para o Recife.
JUAREZ: Eu não sei meu filho. Precisamos pensar com calma a respeito disso. Eu não gostaria de ver meus filhos espalhados por aí. Prefiro vocês junto de mim, da sua mãe. Aliás, e você Lourdes? O que acha disso?
LOURDES (alheia, distante): Eu não acho nada... Eu não sei de mais nada.
JUAREZ: Ficamos assim meu filho: eu e sua mãe vamos falar com a doutora Cacilda, vamos pedir uma orientação a ela e depois de te damos uma resposta. Pode ser?
BETINA: Tá bom pai. Só não pode demorar, porque em alguns dias a Pâmela viaja para o Recife e eu gostaria de viajar junto com ela.

No final de semana, Gilberto e Hoffmann viajam para a cidade histórica de Pirenópolis, próximo a Brasília. Eles se divertem, fazem diversos programas de lazer: visitam cachoeiras, museus, bares, restaurantes, compram artesanato, tiram muitas fotos. E, claro, fazem sexo também.

Gilberto começa a ceder aos encantos de Hoffmann e já nem se lembra mais de Reynaldo.

Joana chega em casa e ouve uma conversa dos pais.

VANILDA: Eu não sei mais o que fazer com essa menina. Nunca pensei na minha vida que fosse passar por uma situação dessas. Eu pensava que isso só acontecesse com os outros.
TATÃO: Eu já fiquei quieto demais. Quer saber? Agora eu vou resolver isso do meu jeito! Já que tá tudo danado mesmo, vamos danar o resto! Eu vou lá, na casa daquela vagabunda!
VANILDA: Calma, homem, veja bem o que você vai fazer...

Tatão nem dá ouvidos e sai apressado. Passa na área de serviço, pega uma faca e enfia na cintura. Joana vê e se desespera.

TATÃO (para si mesmo): É hoje que eu mato aquela desgraçada!

Continua amanhã...


>>>>>>>>>>>>>>>> 

Você sabia?

Literatura - Os acadêmicos também têm estudado obras mais antigas; como a dos poetas latinos Catulo, Tibulo, e Propércio, que escreviam versos sobre as experiências pessoais homossexuais que tinham, e as canções da poetiza Safo da Grécia antiga, muitas vezes endereçadas à outras mulheres. Na literatura brasileira, destaca-se a obra Bom Crioulo (1895), de Adolfo Caminha, considerado "primeiro romance homossexual na história da literatura ocidental", como também escritos homoeróticos de Raul Pompéia, Álvares de Azevedo, Olavo Bilac, Mário de Andrade, Carlos Drummond de Andrade, Clarice Lispector, Caio Fernando Abreu, João Silvério Trevisan, Lygia Fagundes Telles, etc. No poema "Rapto", Drummond denomina a homossexualidade "outra forma de amar no acerbo amor".  

Para ler os capítulos anteriores, acesse:
http://glsteen-webnovela.blogspot.com.br e clique no menu CAPÍTULOS.

2 comentários:

Gabriel Rezende disse...

Adorei esta webnovela, pena que ta acabando. Vou sentir falta dos personagens! Marcos, se der, poste a sinopse completa dela lá no blog que nem você fez com Encontro do Século!

Marcos Silverio disse...

Olá Gabriel!

Fico muito feliz que tenha gostado da história. A gente escreve para o leitor e quando esse retorno é positivo, significa que estamos no caminho certo.

Suas palavras massageiam o meu ego. Muito obrigado mesmo.

A sinopse de "GLS Teen" está no blog da webnovela.

Embora ela seja bem curta e resumida, é aquilo mesmo que está lá:

Acesse no link:

http://glsteen-webnovela.blogspot.com.br/p/sinopse_11.html

Beijos, querido.