17 de abril de 2017

News TV, por Marcos Silvério - 17 Abr

> Notícias da TV, por MARCOS SILVÉRIO <


'Pega Ladrão': conheça a nova novela das 7


Comédia romântica policial escrita por Claudia Souto e com direção artística de Luiz Henrique Rios, trama irá tratar a ética sob o ponto de vista de pessoas comuns

Ambientada no Rio de Janeiro, entre os bairros de Copacabana e Tijuca, Pega Ladrão tem como trama central o roubo ao Hotel Carioca Palace e seus desdobramentos na vida de cada um dos envolvidos, sejam eles hóspedes, suspeitos ou convidados do grande baile de gala. Assinando a autoria de uma novela pela primeira vez, Claudia Souto propõe "falar de ética com bom humor, sob o ponto de vista de pessoas comuns". A nova novela das 7 tem estreia prevista para junho.



Neta do dono do Hotel, Luíza (Camila Queiroz), que vive por lá desde criança, vê sua festa de 25 anos se transformar em uma grande investigação policial. O roubo de 40 milhões de dólares do cofre, fruto da venda de Pedrinho Guimarães (Marcos Caruso), sem consentimento da herdeira, do Carioca Palace para Eric Ribeiro (Mateus Solano), é arquitetado por quatro funcionários: o concierge Malagueta (Marcelo Serrado), o garçom Júlio (Thiago Martins), o recepcionista Agnaldo (João Baldasserini) e a camareira Sandra Helena (Nanda Costa). A princípio eles hesitam, mas depois, diante de situações limite na vida de cada um, topam participar do roubo.



Com pagamento em dinheiro, o bon vivant Pedrinho planeja se mudar para os Estados Unidos, acompanhado da neta e do mordomo Nelito (Rodrigo Fagundes). Na noite do baile, com o plano do roubo bem-sucedido, Luíza sofre dois baques: descobre que Eric é o novo proprietário do Carioca Palace e que ela e o avô estão arruinados. Para ajudar, a jovem tem uma forte decepção: o amado é investigado, e a polícia o prende como principal suspeito do roubo. Ela, então, decide ir à luta para se bancar e sustentar o avô, algo que nunca precisou fazer na vida.



Viúvo e pai da adolescente Bebeth (Valentina Herszage), Eric deseja transformar o imóvel em algo mais rentável. O jovem empresário nunca mais se apaixonou após perder a mulher, apesar das investidas de Maria Pia (Mariana Santos). Porém, uma paixão arrebatadora une Luiza a Eric e os sonhos dela de tomar a frente do hotel para devolver ao lugar seus tempos de glória se desfazem justamente pelas mãos dos homens que ela mais ama.



Para desvendar o crime milionário, a inspetora Antônia (Vanessa Giácomo), irmã de Nelito, não mede esforços. Profissional incorruptível, briga por justiça, porém não tem controle sobre os assuntos do coração e descobre o amor nos braços de Júlio, o ladrão arrependido. O quarteto criminoso, que não pode gastar o dinheiro para não levantar suspeitas, segue trabalhando normalmente no Carioca Palace, torcendo para que o local decrete falência e todos sejam demitidos.



Os atores Milton Gonçalves, Reginaldo Faria, Irene Ravache, Angela Vieira, Elizabeth Savalla, Nicette Bruno, Cristina Pereira, Guilherme Weber, Ícaro Silva, Virgínia Rosa, Julia Lund, Paulo Vilhena, Marcio Kieling, Rômulo Neto, entre outros, integram o elenco.

Fonte: Gshow


Cauã e Mari Ruy Barbosa farão par em novela


Após Marina Ruy Barbosa se envolver em uma confusão com a namorada de Cauã Reymond, Mariana Goldfarb, o galã foi escalado para ser o par romântico da ruiva na próxima novela de Aguinaldo Silva, "O Sétimo Guardião", com estreia prevista para maio de 2018. O papel antes estava previsto para ser de Chay Suede. O galã de "Novo Mundo" agora será o vilão do folhetim, segundo informação do jornal "O Globo".

Sem mal-estar - Marina teria ficado furiosa com a namorada de Reymond depois de ela usar o mesmo look que ela em um evento da revista "Glamour". Inclusive, depois da confusão, a ruiva decidiu cancelar a capa que faria para a publicação. A atriz, no entanto, garantiu que não houve mal-estar com a apresentadora. "Já estou acostumada com isso. É muita intriga! As pessoas especulam muito", disse. "Se você analisar o meu jeito, a minha carreira e as minhas escolhas vai ver que eu não gosto de polêmica. As pessoas especulam muito. Quem tem que saber o que realmente aconteceu estava lá. E é isso o que importa", afirmou.

Bate boca - A atriz não ficou quieta depois de uma internauta provocá-la no Instagram. "Quando ficares velha, nem a Globo te quer mais", disparou a usuária. "Quando eu ficar mais velha, espero olhar pra trás e me orgulhar das minhas ações, de ter realizado sonhos e de ter construído uma família. Não esquece que todos vamos para o mesmo lugar no final", rebateu a artista.

Briga entre autores - Cauã causou briga nos bastidores da TV Globo ao aceitar o papel na novela de Aguinaldo Silva. Isso porque Reymond estava escalado para a próxima trama de Walcyr Carrasco, substituta de "A Força do Querer". Em seu Twitter, Aguinaldo preferiu evitar comentários sobre o mal-estar. "Por favor não me comprometam. Não gosto de ver meu nome em bocas de Matilde, detesto escândalos. Estou escrevendo a novela na mais santa paz."

Grazi Massafera - O jornalista Léo Dias apontou que Cauã teria recusado a novela de Carrasco depois de descobrir a presença de Grazi Massafera, sua ex-esposa, no elenco. Apesar da relação amigável por causa da filha, Sofia, de 4 anos, o galã não estaria confortável em trabalhar com a antiga companheira, de quem se separou em 2013.

Fonte: MSN


Moradores de Belém criticam 'A Força do Querer'


Moradores de Belém estranharam como a cidade está sendo retratada em "A Força do Querer", novela das 21h da Globo que estreou no dia 3 de abril. As reclamações não ficaram só nas conversas do dia a dia. Também ganharam os comentários dos perfis da autora, Glória Perez, nas redes sociais.

Questionam expressões usadas de forma errada por alguns personagens, o sotaque nordestino e por que a música tema de Ritinha (Isis Valverde) é um forro. Também não gostaram de o tanque onde Ritinha se exibe como sereia ser no mercado Ver-o-Peso, onde não há aquário.

"Os episódios que acontecem no Ver-o-Peso é que estão gerando polêmica. Principalmente porque as pessoas não se reconhecem nas cenas", diz o professor e pesquisador paraense João de Jesus Paes Loureiro.

"A novela não espera ser documental, mas não deveria fugir a uma lógica entre ficção e realidade. Não se colocaria, por exemplo, o Pão de Açúcar na proximidade dos Andes", acrescenta.

"Como paraense, ver a nossa cidade, a nossa paisagem contemplada no horário da emissora que tem mais alcance no Brasil é de uma importância fundamental", declara o professor e diretor Denis Bezerra. "Tem esse estranhamento, mas eu me identifico em muitas coisas."

Para o cineasta amazonense Sérgio Andrade, alguns habitantes do Sul e Sudeste têm a impressão de que é tudo igual no Norte e no Nordeste. "Faz parte desse bairrismo disfarçado que existe no Brasil, que não observa com detalhes cada região e suas peculiaridades. Então, para a novela, está tudo bem ter sotaque nordestino porque na generalização é tudo Norte."

Segundo a Globo, a novela não se passa exatamente em Belém, mas em uma cidade fictícia chamada Parazinho. A emissora também afirma que a atração é uma ficção sem compromisso de ser fiel com a realidade.

"A música tema de Ritinha é 'Sereia', de Roberto Carlos. As demais músicas tocadas quando a personagem está em cena fazem parte da trilha da novela, que abrange diversos ritmos brasileiros. Sobre o tanque de água em que Ritinha nada, a cena se passa nos arredores do Ver-o-Peso, não dentro no mercado. É um recurso dramatúrgico que ajuda a contar a história dela", diz a emissora em nota.

Fonte: Folha


Tony Ramos: diabo sedutor é o maior vilão da carreira


Exemplo de bom-mocismo na vida real (e muitas vezes na ficção), Tony Ramos, 68 anos, interpretará um personagem que é o oposto de tudo o que representa em seu novo trabalho, Vade Retro. Na série que a Globo estreia na próxima quinta-feira (20), Ramos dá vida a um homem demoníaco, charmoso e sedutor. Abel Zebu, a personificação do diabo, será o maior vilão da carreira do ator.

"Sem dúvida é o maior e mais divertido vilão da minha careira. Mas em nenhum momento dei nada de mim ao personagem, a não ser suor e transpiração. Definitivamente não tenho aquela sobrancelha tão bem penteada (risos). Eu não faço pequenas maldadezinhas, não me identifico", afirma.

Como protagonista da atração de Fernanda Young e Alexandre Machado, ele tem a oportunidade de cometer grandes atrocidades. Ao longo de 12 episódios, o público verá o empresário Abel Zebu amarrar sua mulher e "acomodá-la" no porta-malas de um carro, esconder uma pedra preciosa dentro do corpo de sua advogada (interpretada por Monica Iozzi) e dar palestras politicamente incorretas, exaltando o medo e os pecados capitais.

"Comecei a decorar o texto pelas palestras. Elas me faziam bem, me davam o tom do espetáculo", diz Ramos.


Sem medo do diabo - Os dois últimos personagens de Tony Ramos em novelas também não eram boas pessoas. Em A Regra do Jogo (2015), ele interpretou o vilão dissimulado e criminoso Zé Maria, e em O Rebu (2014) viveu Carlos, empresário corrupto e inescrupuloso que manda matar sua sócia.

Uma diferença fundamental de Abel Zebu em relação aos dois personagens é que, além de ser a essência de todo o mal, ele toca em delicados e polêmicos pontos sobre religião, como a existência de forças do mal e de Céu e Inferno.

Tony Ramos diz ser muito religioso, mas prefere manter discrição sobre sua fé para não parecer "catequisador",  mas acha importante que a TV explore esses temas, para que não haja tabus na mídia brasileira.

"Não acredito no diabo, acredito em Deus. Não tenho gurus, ninguém tem a verdade absoluta. A fé habita cada um de nós, ou não, respeitemos a vida assim. Ateus também são bem-vindos, tem muito ateu que é melhor que carola de igreja. Não tenho medo de falar do diabo. Nós temos que falar sobre intolerância, liberdade de expressão. O importante é ter respeito e um belo texto", conclui.

Fonte: Notícias da TV


Lucas Lucco é reservado para novela


Após participar de "Malhação" e fazer uma ponta em "Sol Nascente", Lucas Lucco terá mais um desafio na dramaturgia da Globo. O cantor está reservado para uma nova trama, agora no horário nobre da emissora.

Segundo o jornal "Extra", o sertanejo foi escolhido para o elenco do novo folhetim de Walcyr Carrasco, prevista para estrear como substituta da atual "A Força do Querer", de Glória Perez.

A obra, intitulada "O Outro Lado do Paraíso", terá ainda outros grandes nomes como Nathália Timberg, Gloria Pires, Eliane Giardini, Sérgio Guizé e Nathallia Dill. As gravações devem começar ainda neste ano.

Fonte: MSN


"Conversa com Bial", estreia dia 1º de maio


Fim do mistério: a direção da Globo marcou para 1º de maio, Dia do Trabalho, a estreia do talk show de Pedro Bial.

A emissora definiu também o título do programa, que vai se chamar “Conversa com Bial” e as exibições serão sempre após o “Jornal da Globo”.

De acordo com a proposta, Bial irá abrir um canal de diálogo com a sociedade ao abordar temas relevantes próximos ao cotidiano e matérias de comportamento.

O programa terá anônimos, mas também “as melhores cabeças” em áreas como ciência, história, religião, saúde, política, economia, segurança pública e comportamento.

Anuncia-se ainda um cenário modular que se adapta ao tema abordado e muito trabalho em externa, movimentando o próprio Pedro Bial nas reportagens e outros profissionais da emissora.

“Conversa com Bial”, sob a direção de Mônica Almeida, substitui o extinto programa de Jô Soares nas madrugadas da emissora. O jornalista, após anos se dedicando ao "Big Brother", tem agora este novo desafio.

Fonte: Flávio Ricco


"Carcereiros" pode estrear em janeiro, na Globo


A Globo planeja lançar em janeiro a série “Carcereiros”, produção estrelada por Rodrigo Lombardi que retrata o universo de agentes penitenciários no Brasil.

Oficialmente, a emissora ainda não crava que irá ao ar no começo de 2018, mas fontes da parceira Gullane Filmes ouvidas pela coluna dão esta certeza. Gravado no último trimestre de 2016, o projeto, como se recorda, deveria estrear em 26 de janeiro deste 2017, mas foi adiado devido à crise prisional no Brasil. A Globo entendeu que não era o melhor momento para exibir a série.

No último dia 2, "Carcereiros" recebeu um prêmio no 2º MIP Drama Screenings, evento que abriu a edição da Marché International des Programmes de Télévision (MIPTV), uma das principais feiras do mercado de conteúdo, que acontece em Cannes, na França. Ganhou na categoria "Full Episode", superando concorrentes do Reino Unido, da França, da Rússia e da Suécia.

Na história, Lombardi vive Adriano, um carcereiro responsável por passar o cadeado e controlar todo acesso às celas de um presídio. Em meio ao fator de risco que enfrenta na prisão, ele ainda precisa buscar maneiras de lidar com as cobranças da sua mulher, com sua filha adolescente, e com seu pai que também foi carcereiro. Assim, vive entre muros, grades, armas, ameaças e conflitos. Atualmente, o ator faz um dos protagonistas de “A Força do Querer”.

Fonte: Flávio Ricco


Quem ficará papel de Mayer em "O Sétimo Guardião"


O autor Aguinaldo Silva havia criado um personagem especialmente para José Mayer em “O Sétimo Guardião”, novela que estreia em maio de 2018 na faixa das 21 horas, em que volta ao gênero realismo fantástico.

Um tipo diferente de tudo o que o ator já fez na televisão, mas devido aos últimos acontecimentos, tem tudo para ser apagado da história.

Dificilmente Aguinaldo passará o personagem, cujos detalhes não foram revelados, para outro profissional. Mayer, devido ao caso de assédio, foi afastado das novelas da Globo por tempo indeterminado.

Fonte: Flávio Ricco


Antonio Calloni usa barriga falsa em minissérie


Para interpretar Arnaldo Sampaio em “Os dias eram assim”, Antonio Calloni está usando uma barriga falsa e óculos. A ideia foi do ator, para envelhecer alguns anos.

Na supersérie, que estreia na Globo na segunda-feira, 17, seu personagem será casado com Kiki (Natália do Vale). Pai de duas meninas, viverá em conflito com Alice (Sophie Charlotte), sua filha mais velha.

Dono de uma construtora, é autoritário e financia um grupamento especial que persegue opositores da ditadura.

Fonte: O Globo


Funcionária da Record é demitida após denunciar assédio


"Estava esperando a poeira baixar e meu coração e minha mente darem uma desacelerada para vir aqui dar esta notícia. Não faço mais parte da TV Record. Fui demitida na última segunda-feira." Assim Elisângela Veiga, 27 anos, anunciou que havia sido desligada da Record TV, empresa na qual trabalhava há cinco anos. Ela foi demitida no último dia 3 após denúncias de assédio dentro da empresa.

De acordo com a jornalista, que fazia parte da equipe de produção, sua demissão foi resultado de uma paralisação de funcionários que protestavam contra abusos dentro da empresa. "No final do ano passado decidimos fazer um dia de greve para chamar a atenção da chefia superior sobre o assédio moral, que todos sofrem, e até mesmo sexual, que eu sofri, naquela emissora", explica em post no seu Facebook.

Procurada pelo E+, Elisângela afirma que havia dois chefes envolvidos no problema. Um deles era acusado de abuso moral, "pressão, ameaças diretas e indiretas. 'estão produzindo pouco, desse jeito vamos ter de demitir toda a produção', disse uma chefe certa vez. Quem não entrava na dança, literalmente, dançava".

Outro funcionário que ocupava um cargo mais alto na empresa teria assediado a jornalista sexualmente. "Encostava quando dava beijo no rosto, se eu não virasse, ele beijaria minha boca", exemplifica. Elisângela ainda relembra que, em uma reunião de pauta, o chefe cheirou seu pescoço "para saber de onde vinha o cheio bom". Ela desconhece outros casos similares.

Depois dos protestos dos funcionários, "o resultado foi a demissão de apenas um chefe, o que me assediava sexualmente, a permanência da outra chefe, que pratica assédio moral, e a demissão de oito funcionários que lutaram por melhorias nas condições e no ambiente de trabalho". A jornalista está entre os oito mandados embora.

Ao demitir os funcionários, a empresa alegou que estava reestruturando o quadro funcional. Depois de expor o caso, Elisângela não foi procurada pela Record TV. "Mas o chefe que me assediava sexualmente, que mora em São Paulo e trabalha em outra emissora, me ameaçou por Whatsapp", afirma.

Fonte: MSN


"É de Casa" inova e mistura pauta e merchandising


Pode-se criticar a Globo por muitas coisas, exceto por falta de criatividade e capacidade de ter apenas programas rentáveis em sua grade. Tudo ali parece sempre virar dinheiro.

A atração semanal de variedades “É de Casa” (sábados, 9h), por exemplo, estreou em agosto de 2015 sob desconfiança do público e perdendo todas as semanas para os desenhos do SBT.
No início parecia um amontoado de pautas perdidas e forçadas, e apresentado por uma "overdose" de profissionais desentrosados (então Thiago Leifert, Patrícia Poeta, Ana Furtado, Cyssa Guimarães, Zeca Camargo e André Marques).

Quase dois anos depois, o “É de Casa” perdeu alguns apresentadores, mas virou um sucesso de público --líder de audiência já na casa dos 7 pontos na Grande SP, segundo a Kantar Ibope. E acima de tudo, virou uma fonte de ótimas receitas para a TV Globo (e seus apresentadores).
Para chegar a isso a emissora inovou e, pela primeira vez, de forma totalmente transparente, vem misturando publicidade e conteúdo num só produto final, e certamente faturando alto com isso.

No último sábado por exemplo, das cinco pautas apresentadas no programa --todas com dicas voltadas para o lar, a família-- três eram “patrocinadas”.

A primeira, convenhamos, foi brusca. Veio logo após uma matéria sobre como armazenar corretamente óleo vegetal usado na cozinha, inclusive como faturar com isso.

Então surgia Cyssa Guimarães, sentada em outro cenário, conversando com Zeca Camargo:

“Zeca, muito bom (...) ganhar dinheiro, mas não basta só ganhar. É preciso estar seguro”... E Zeca começa a elogiar um novo produto bancário “apoiado” pela Caixa Econômica Federal. “Seguro de vida é para usar em vida”, diz o apresentador.

Num quadro seguinte, Patrícia Poeta, ex-âncora do “JN”, também se mostra à vontade no novo cargo de "entertainer".

Ela aparece ao lado de um “especialista” que dá dicas de pinturas de paredes. A bancada do profissional está coberta de latas de tinta Suvinil. Ela encerra o quadro com o “merchan”:
“(Suvinil) está disponível em mais de 1.500 cores. Acesse o site… E termina com mais um "merchan" em jogral: “Porque se faz diferença para você (diz Patrícia), a Suvinil faz" (completa o especialista).

Por fim é a vez de Zeca Camargo acompanhar um simpático chef que vai ensinar ao público como fazer uma deliciosa tainha.

Logo se nota que o chef veste um avental com a marca de azeites Andorinha, e em sua bancada também há muitas e muitas garrafas do azeite. O suficiente talvez para umas 150 tainhas).

O “É de Casa” normalmente não tem muitos intervalos comerciais em suas quase três horas de duração aos sábados, então essa estratégia parece ser excelente para as receitas. A despeito da exposição das marcas, trata-se de um conteúdo bem útil.

Vale dizer que esse mix entre publicidade e conteúdo editorial não é uma criação da Globo, mas a emissora inovou seu uso e parece tê-lo levado a um outro patamar.

Em última análise, é uma forma publicitária rentável e muito menos agressiva que a de outros programas de variedades da concorrência, em que os apresentadores simplesmente param tudo o que estão fazendo para elogiar desabridamente esta ou aquela marca ao lado de um “representante” comercial.

Fonte: UOL


Manoel e Vivian engatam romance após 'BBB 17'


Após a final do "BBB 17", tanto Vivian quanto Manoel foram unânimes em dizer que os dois precisavam conversar para definir como ficaria o relacionamento que surgiu dentro da casa. E, na sexta-feira, 14, o encontro entre eles finalmente aconteceu.

Ao EGO, Manoel contou qual a decisão do casal. "Seguimos juntos. Oncontro foi muito bom, conversamos bastante e aconteceu no hotel", afirmou o gêmeo de Antônio.

O ex-BBB ainda comemorou a torcida dos fãs a favor do relacionamento. "Acho legal essa torcida que conquistamos e o carinho é muito gratificante." Manoel e Vivian trocaram beijo logo na primeira semana do "BBB 17". Na época, a mãe de Vivian não aprovou a atitude da filha.

Em sua saída do jogo, Manoel já havia demonstrado que se importou muito mais com a relação com a sister do que com o jogo. "Não estava ligando muito para o jogo, estava ligando mais para o que estava vivendo com ela. Vivian não é víbora. E sobre ter sido chamado de âncora nos pés dela, falar até papagaio fala. Pelo que conheci ela de verdade, não foi assim."

Após o encontro com Manoel, no Rio, Vivian embarcou para sua terra natal e foi recebida por multidão em aeroporto de Manaus, no domingo, 16. "Vivian está trancada no banheiro do aero, ela não consegue sair", disse um internauta na ocasião. Uma fila se formou para que eles pudessem entrar aos poucos para conhecê-la e tirar aquela selfie caprichada. "Vivian quer atender a todos, muita gente foi de longe ao aeroporto para vê-la e ela quer retribuir o carinho. Dentro do banheiro está muito quente e a Vivian está muito cansada", contou o fã.

Fonte: EGO


As gêmeas que não entraram no BBB


Tiago Leifert entrou na casa do “BBB” na última segunda-feira (10) para dar uma levantada no programa após a expulsão de Marcos e falou para Emily que a seletiva dela foi a inspiração para colocar gêmeos no programa fazendo com que a menina ficasse emocionada, mas o apresentador pode ter contado uma pequena mentirinha – ou uma história pela metade, pelo menos. Na chamada inicial do programa, quando os participantes começaram a ser apresentados para o público, as gêmeas Lívia e Júlia Bravo, de 21 anos, apareciam ao lado dos demais participantes do programa. Tudo indica que Emily e Mayla só foram chamadas depois da dispensa da primeira dupla. Em conversa com o UOL, Lívia contou que as duas passaram por todas as seletivas e foram as escolhidas para a 17ª edição. E revela o motivo pelo qual elas foram substituídas.

“Fomos convidadas para participar da seleção a partir de um olheiro virtual, que encontrou os nossos perfis nas redes sociais e pediu nossos contatos. A gente não tem muito a ver com o 'BBB', mas fizemos as seletivas, achamos engraçado entrar no programa sem pensar nas consequências. Gravaram com a gente, nosso dia a dia, com a nossa família e fomos confinadas no hotel no dia 17 de janeiro”.


Atrizes por formação, as duas tinham acabado de gravar um comercial para uma rede de fast food e foi aí que os problemas começaram a aparecer.

“Não tínhamos falado nada sobre contrato até que a advogada foi no nosso quarto, ela perguntou se tínhamos alguma coisa e falamos do comercial, que já tínhamos gravado, mas que era de exclusividade só com outra marca de fast food, que não implicaria em nada com o programa. A advogada disse que iria ver e que achava que não teria problema. Falamos que tinham que correr porque o comercial poderia ir ao ar a qualquer momento”.


Lívia contou que, após passar um dia todo confinadas, as irmãs foram dispensadas pela produção do programa.

“Eles foram no quarto e falaram que o comercial já estava no ar, que não poderiam fazer mais nada porque as pessoas já tinham assistido e a nossa imagem estava associada a marca, era um comercial com bastante texto, as pessoas viam que era a gente ali. A produção falou que tinha gostado muito da gente, foram muito gentis, eles até tentaram fazer com que o comercial não fosse ao ar, mas pediram para a gente arrumar as coisas e ir embora”.

Lívia conta que Júlia já não estava muito bem no confinamento do hotel e que se chocou com ao se dar conta que era descartável para eles.

“A minha irmã estava mal no hotel, mas eu estava bem e ela não queria passar para mim. Ficamos chocadas com a questão de como somos descartáveis e como isso deve ter acontecido com outras pessoas também. A gente sabe que eles [a produção] podem fazer o que quiserem, que muita coisa que a gente assiste ali eles podem ter criado”.

Procurada, a assessoria de imprensa da Globo informou que não comentaria o assunto.


Transtorno pós-confinamento - A atriz disse que, para entrar no programa, as duas entregaram o apartamento onde moravam e dois dias depois estavam sem ter onde viver.

“Minha família é do interior e a gente morava na capital, entregamos o apartamento onde morávamos, a sorte que tínhamos uma tia lá e ficamos até conseguir outro apartamento. Foi um transtorno isso, mas por outro lado somos atrizes, trabalhamos com isso, a gente corre muito atrás, estamos na faculdade, a gente tinha muito a perder e talvez não era para ser. Como ficaria a vida profissional depois de tudo?”

Apesar de a história não ter sido muito divulgada, Lívia conta que recebe até hoje várias mensagens de fãs do programa.

“As pessoas nos acharam antes da lista oficial do programa sair, tem gente que manda mensagem dizendo que preferia que a gente tivesse entrado para não terem que ver a Emilly todo dia, a internet tem muito hater. Não tenho nada contra as meninas, espero que elas se deem bem aproveitem o momento delas, elas não tinham muito a perder, a gente tem muita coisa aqui de trabalho, hoje estamos aliviadas por não ter entrado, eu prefiro que tenha sido dessa forma”. – Finaliza.

Fonte: UOL


Protagonista de ‘Malhação’ está grávida


A atriz Aline Dias, de 25 anos, está grávida do primeiro filho. A protagonista de “Malhação” ainda não chegou ao segundo mês de gestação. Ela é namorada do cantor e ator Rafael Copello. A gravidez não foi planejada. " É um momento único e que estou feliz em compartilhar com todos nessa reta final de Malhação. A noticia foi recebida com muita alegria ! Continuo focada em minha carreira!", diz a atriz.

"A vida não podia ser mais generosa comigo... estou terminando a temporada de Malhação com a melhor companhia dos últimos tempos. Sim! Existe um coração dentro de mim e já estou apaixonada! É uma alegria inexplicável poder carregar uma luz e um amor que já é infinito", escreveu ela, ao anunciar a gravidez em seu perfil no Instagram.

Aline está na reta final das gravações da atual temporada de "Malhação". Na história, ela vive a personagem Joana. A atriz já pôde ser vista em outros trabalhos na TV como na novela "Sangue bom".

Fonte: Jornal Extra


"O Rico e Lázaro": muito sermão e pouco folhetim


Truncada: assim pode ser definida a primeira semana de O Rico e Lázaro, a nova novela bíblica da Record. Com um elenco pra lá de inflado em personagens de pouca complexidade, a história deixa de lado o caráter folhetinesco e um certo ganho no texto que a antecessora A Terra Prometida havia dado ao principal produto da casa. Parece uma sucessão de cenas com um fio condutor ainda frágil.

O Rico e Lázaro parte de uma parábola bíblica sobre dois homens que morrem no mesmo dia. Um deles ganha os céus, ao passo que o outro vai direto para o inferno. Os dois são vividos por Igor Rickli (Zac) e Dudu Azevedo (Asher) e, por não serem protagonistas da Bíblia, espera-se, tendem a ter um pouco mais de contornos dramáticos, escapando do maniqueísmo latente das novelas da Record.

Zac e Asher disputarão o amor de Joana (Milena Toscano), e a triangulação amorosa cumpre uma cota folhetinesca que ainda falta na novela, ao menos na primeira fase. Como pano de fundo, a trama abordará os anos de dominação do povo hebreu pelo rei Nabucodonosor (Heitor Martinez), o grande vilão da vez.

Por ter sido apresentada sem intervalos comerciais na primeira semana, ficou uma sensação de poucos ganchos, um recurso primordial a qualquer folhetim e que aqui foi reservado apenas aos finais dos capítulos. Ainda assim, fracos.


O número elevado de personagens contribuiu também para gerar uma certa confusão na identificação de cada um deles. Se levarmos em conta que boa parte do elenco da Record é de rostos semiconhecidos do público, isso só ajuda a aumentar o nó na cabeça de quem assiste.

É claro que, com o tempo, o telespectador se acostuma com personagens de nomes pouco usuais, e os rostos vão se tornando mais familiares, mas a identificação inicial é uma premissa para cativar logo de cara quem assiste.

Falta também aquilo que damos o nome de contaminação: uma discussão ou atitude que leva a uma ação na cena seguinte, que por sinal desencadeia outra sequência e assim por diante.

Afora as cenas de guerras, que não foram poucas, as trivialidades do cotidiano dos hebreus e dos babilônicos são de pouco impacto. Os diálogos preocupam-se, sobretudo, com a evangelização, o que de certa forma limita o público mais interessado em acompanhar uma história e não um sermão.

É interessante notar que O Rico e Lázaro repete ainda uma cena presente em praticamente todas as novelas bíblicas da emissora: o corre-corre, com figurantes para lá e para cá, poeira sendo levantada e uma cidade à beira da destruição depois do ataque de algum exército rival. No caso, Judá em polvorosa com o avanço dos babilônicos.


Mas há pontos de destaque, obviamente: a produção da Casablanca segue esmerada, com efeitos especiais mais aprimorados do que nas novelas anteriores. O recurso de multiplicação dos figurantes em cenas de guerra funciona, assim como a caracterização dos atores, sem aquela sensação de perucas e barbas falsas.

Alguns atores também merecem reconhecimento em seus papéis. É o caso de Heitor Martinez, Denise Del Vecchio (Elga), Lucinha Lins (Zelfa), Vitor Hugo (Jeremias) e Cássia Linhares (Shag-Shag).

O Rico e Lázaro ainda tem tempo de entrar nos eixos. A Record conquistou um público fiel para suas novelas e deve apresentar a ele histórias com cada vez mais qualidade. Melhor deixar o sermão para os templos.

Fonte: Notícias da TV
______

Ficamos por aqui, de olho na telinha.

Twitter: @bysilver_br
Oferecimento:
Arte Final Gráfica (62) 3225-2847
Goiânia Hostel – Albergue – www.goianiahostel.com

-

27 de março de 2017

News TV, por Marcos Silvério - 27 Mar

> Notícias da TV, por MARCOS SILVÉRIO <


Globo promove renovação histórica de elenco


Silenciosamente, a Globo está realizando a maior renovação de elenco de sua história. Nos últimos três anos, a emissora contratou ou promoveu 67 atores novatos, que ocuparam o espaço da chamada velha guarda. O número foi apresentado por Silvio de Abreu, diretor de teledramaturgia diária, em reunião da cúpula artística há uma semana. O rejuvenescimento também ocorre entre os autores, com 17 novas apostas, e entre os diretores de novelas, com a promoção de sete profissionais.

Boa parte da lista de Silvio de Abreu é composta de nomes testados em Malhação. São os casos, por exemplo, de Isabella Santoni e Alice Wegmann, que ganharam papel de destaque na minissérie Ligações Perigosas (2015) e saltaram para os principais créditos de A Lei do Amor. Ou de Rafael Vitti e Nicolas Prattes, protagonistas de Rock Story.

Mas nem todas as novas apostas são jovens de 20 e poucos anos. Entre os novos globais estão atores com boa experiência, tal qual Júlio Machado, 37, que já tinha uma considerável cinematografia no currículo até estrear na TV em Império (2014), e Maeve Jinkings, 40, também rodada no cinema e no teatro, revelação de A Regra do Jogo (2015).

Júlio Machado estará em Os Dias Eram Assim. A próxima novela das onze da Globo, com a Ditadura Militar (1964-1985) de pano de fundo, será uma boa vitrine das novas apostas da emissora. Também estarão nela Julia Dalavia, Renato Góes e Gabriel Leone, que se destacou em Velho Chico (2016) após passagem por Verdades Secretas (2015). Agora, será um estudante idealista.

A renovação do elenco é consequência de uma nova política da Globo, que vem reduzindo o número de contratados. Sem a obrigação de escalar sempre os mesmos atores do elenco fixo, autores e diretores podem arriscar novos nomes, garimpados por produtores em todo o país e cadastrados em um banco de dados da emissora.

Eles estão ocupando o espaço que antes eram de profissionais como Pedro Cardoso, Maitê Proença, Kadu Moliterno e Luiz Fernando Guimarães, entre outros.

Fonte: Notícias da TV


Sete atores que são apostas da Globo

Renato Góes na pele de Renato Reis em Os Dias Eram Assim, próxima trama das 23h da Globo

Renato Góes - Ex-namorado de Tatá Werneck, estreou na Globo em 2006, em uma participação como a versão jovem de Marcos Pasquim em Pé na Jaca. Fez várias outras pequenas participações, mas só foi chamar a atenção uma década depois, como Vicente, amigo e cúmplice de Augusto (Selton Mello), em Ligações Perigosas.

Depois, roubou a cena em Velho Chico como o jovem Santo _que foi interpretado por Domingos Montagner na segunda fase. O trabalho surgiu por acaso: escalado para a minissérie Dois Irmãos, seu papel acabou cortado da obra, mas o diretor Luiz Fernando Carvalho o aproveitou como dublê de Cauã Reymond nas cenas em que os gêmeos Omar e Yaqub contracenavam. Carvalho gostou tanto de Góes que o escalou para Velho Chico.

Após o sucesso como Santo, foi escalado para interpretar o misterioso Gustavo em A Lei do Amor _ele chegou a participar da festa de divulgação da novela, mas acabou substituído por Daniel Rocha. A troca ocorreu porque Góes foi deslocado para protagonizar Os Dias Eram Assim, próxima novela das 23h. Será o primeiro protagonista de sua carreira.



Julia Dalavia roubou a cena como Mayara, que virava a prostituta Suzy na minissérie Justiça

Julia Dalavia - A atriz de 19 anos se destacou como a filha de Leandro Hassum na trilogia cinematográfica Até que a Sorte nos Separe (2012-2015). Na TV, fez a protagonista Helena na primeira fase de Em Família, que durou apenas um dia. Em seguida, foi para Boogie Oogie. Só ganhou destaque como a versão jovem de Tereza (interpretada por Camila Pitanga na segunda fase) de Velho Chico, fazendo par com Renato Góes.

Em seguida, brilhou em Justiça como Mayara, a filha de Fátima (Adriana Esteves) que começou a se prostituir como um plano de vingança contra a cafetina Kellen (Leandra Leal), responsável pela prisão da mãe. Julia também estará em Os Dias Eram Assim como Fernanda Sampaio, irmã da protagonista Alice (Sophie Charlotte).



Camila Queiroz viveu a caipira Mafalda em Eta Mundo Bom!: agora, será uma garota carioca

Camila Queiroz - Depois de atuar sete anos como modelo, a atriz estreou como protagonista na novela Verdades Secretas, em que interpretou a modelo e garota de programa Angel e teve cenas quentes com Rodrigo Lombardi. O papel foi tão disputado que, segundo o autor Walcyr Carrasco, a internet do Projac caiu após ele divulgar o e-mail da produtora de elenco, tamanho o número de mensagens recebidas.

Apoiada por Carrasco, Camila não ficou refém da "síndrome de Anita" enfrentada por Mel Lisboa e emplacou o papel da caipira Mafalda, que era louca para ver o "cegonho", em Eta Mundo Bom!. Em junho, ela volta ao ar como Luiza, protagonista de Pega Ladrão, próxima novela das sete. Está fazendo aulas de prosódia para perder o sotaque do interior paulista, já que sua personagem será carioca.



Ator com carreira em teatro e cinema, Júlio Machado fez o jagunço Clemente em Velho Chico

Júlio Machado - Com carreira longa no teatro e no cinema, o paulista estreou na TV como o Jairo, namorado de Cora (Drica Moraes/Marjorie Estiano) em Império. Depois, roubou a cena como o jagunço Clemente, braço direito de Afrânio (Rodrigo Santoro) na primeira fase de Velho Chico.

Em abril, surgirá em Os Dias Eram Assim com um tipo totalmente diferente: o elegante bookmaker (responsável por apostas) Marcos, que estará sempre no encalço de Cora (Susana Vieira), uma madame viciada em corridas de cavalos.



Participante do The Voice, Lucy Alves brilhou como atriz na pele da Luzia de Velho Chico

Lucy Alves - Lançada na segunda temporada do The Voice Brasil, na qual foi uma das finalistas, a cantora mostrou versatilidade ao estrear como atriz de novela em Velho Chico. Foi convidada pelo diretor Luiz Fernando Carvalho para viver a ciumenta Luzia, mulher de Santo. Com uma personagem difícil, conseguiu dar conta das cenas de emoção e construiu uma vilã com humanidade _em especial quando Luzia revelou que foi estuprada no passado.

Embora muitos tenham torcido o nariz para a escalação da sanfoneira, Lucy conseguiu se provar como Luzia e ganhou o troféu Melhores do Ano de atriz revelação, superando Amanda de Godói (de Malhação) e Giullia Buscacio (sua colega em Velho Chico).



Famoso pelo Porta dos Fundos, João Vicente de Castro se deu bem como vilão de Rock Story

João Vicente de Castro - O publicitário ganhou exposição nacional com o canal de vídeos Porta dos Fundos, que ajudou a fundar em 2012. No ano seguinte, participou da série A Mulher do Prefeito como Liosvaldo, um jogador de futebol que tentava matar Aurora (Denise Fraga) após ser demitido de seu cargo fantasma na prefeitura da fictícia Pitanguá.

No entanto, João Vicente se provou como ator mesmo na pele do vilão Lázaro de Rock Story. Empresário de Léo Régis (Rafael Vitti) e ex-melhor amigo de Gui Santiago (Vladimir Brichta), Lázaro é um dos destaques da trama musical. A atuação de Castro faz até o público esquecer que ele surgiu na mídia como marido de Cleo Pires e namorado de Sabrina Sato.



Depois de anos no cinema, Maeve foi um dos poucos positivos da novela A Regra do Jogo

Maeve Jinkings - A Regra do Jogo não foi um sucesso de público ou crítica, e um de seus poucos pontos positivos foi ter revelado a atriz, que interpretou a sofrida Domingas, uma mulher que apanhava do marido Juca (Osvaldo Mil). A personagem caiu tanto nas graças do público que Carmo Dalla Vecchia entrou no meio da trama como um novo par romântico para ela.

Fora da TV, a atriz brasiliense tem longa carreira no cinema: atuou em filmes que fizeram sucesso no circuito alternativo, como Falsa Loura (2007), O Som ao Redor (2008) e Boi Neon (2016). Também atuou em Aquarius (2016), ao lado de Sônia Braga. Antes de A Regra do Jogo, chegou a recusar papéis em outras novelas: "Acho natural um ator não se identificar com alguns projetos, aí rejeito mesmo", disse, na época do lançamento da trama.

Fonte: Notícias da TV


Globo começa a divulgar "Os Dias Eram Assim"


A Globo já iniciou a divulgação de "Os Dias Eram Assim", supersérie das 23h de autoria dos estreantes Angela Chaves e Alessandra Poggi.

O folhetim dá sequência à faixa de dramaturgia lançada em 2011 com "O Astro" mas que até então tinha seus produtos chamados de novelas.

Iniciada no dia da final da Copa do Mundo de 1970, a narrativa percorrerá o período da Ditadura Militar, com repressão, violência e o romance protagonizado por Renato e Alice, personagens de Renato Góes e Sophie Charlotte - que volta ao horário após protagonizar "O Rebu" em 2014.

Também estarão no elenco Susana Vieira, Daniel de Oliveira, Maria Casadevall, Gabriel Leone, Caio Blat, Antonio Calloni, Natália do Vale, Julia Dalavia, Cassia Kis, Marcos Palmeira, Letícia Spiller, Felipe Simas, Carla Salle, Mariana Lima, Marco Ricca, Maurício Destri, Nando Rodrigues, entre outros. A direção artística é assinada por Carlos Araújo.

Fonte: Na Telinha


A fórmula de Gloria Perez para escrever novela


Premiada com um Emmy Internacional, a autora da nova novela global das 21h, Gloria Perez, fará em A Força do Querer, que estreia em 3 de abril, como sempre faz: escreverá sozinha toda a trama, do começo ao fim, sem co-autor nem assistente. “Flui melhor”, diz ela, ainda que o preço da solidão seja um erro de continuidade aqui, um furo no roteiro ali, como se viu em sua última novela, Salve Jorge, de 2012.

Ela vai assim na contramão da tendência na televisão, onde, até por uma questão de escala – haja capítulos – os autores de folhetins se agrupam para dar cabo de meses de trabalho. A novela ainda no ar, A Lei do Amor, é assinada por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari. “Todos os escritores até pouco tempo escreviam sozinhos. Depois, alguns acharam mais fácil, mais prático escrever com mais gente. Eu não.”

Para espantar o ibope baixo que vem rondando as novelas, além de método próprio, Glória lançará mão de temas polêmicos, como identidade de gênero e vício em jogo. Durante a festa de lançamento de sua trama, em luxuoso hotel da Zona Sul carioca, ela explicou a opção por temas espinhosos. “Os assuntos que eu ponho nas minhas novelas são aqueles que, no momento, me fazem parar para pensar e, acredito, devam ser debatidos”.

Outra de suas tradições é colocar uma pitada de surrealismo à história: a protagonista, Ísis Valverde, fará Ritinha, uma mulher que acredita ser filha de um boto (isso mesmo) e trabalha em um aquário como sereia. “O sereismo é uma tendência mundial”, defende. “É um mito universal que encanta adultos e crianças. Acho fantástico uma pessoa ficar tanto tempo de baixo d’água, nadando com aquela cauda, como se vê em tanques de Las Vegas.”

Fonte: Veja


"A Força do Querer" será exportada para Portugal


Mesmo antes de estrear, "A Força do Querer", a próxima novela das nove da Globo, já tem praticamente certa sua primeira exportação.

A novela de Glória Perez é aguardada em Portugal, onde irá ao ar pela SIC, parceira da emissora carioca há mais de 20 anos.

A expectativa de estreia é para o mês de maio ou junho, na sequência de "A Lei do Amor" - da mesma forma que ocorrerá por aqui.

"A Força do Querer" deve conquistar o mesmo feito que "Novo Mundo", que mesmo antes de sua estreia no Brasil já teve sua exportação confirmada para Portugal.

Glória Perez, que assina a próxima trama das nove, tem boa aceitação de suas histórias no país lusitano.

"Salve Jorge", que por lá se chamou "A Guerreira", e produções como "Caminho das Índias" também tiveram bons índices de audiência.

Fonte: Na Telinha


Globo terá novela medieval às 19h em 2018


Ainda que "Rock Story" tenha mais algumas semanas no ar e que sua sucessora "Pega Ladrão" esteja no início de suas gravações, a Globo já está trabalhando na trama das 19h seguinte a essas duas e inclusive já tem sua data de estreia marcada.

Segundo a jornalista Patrícia Kogut, "Deus Salve o Rei" será o folhetim que dará sequência à faixa e sua estreia está fixada para o dia 10 de janeiro de 2018, uma quarta-feira.

"Deus Salve o Rei" será uma novela escrita por Daniel Adjafre, que terá nesta sua primeira oportunidade como autor solo.

Ele já foi colaborador de Lícia Manzo em "A Vida da Gente" e "Sete Vidas". A história será medieval, encerrando assim um período de 12 anos de histórias contemporâneas no horário - a última havia sido "Bang Bang", em 2006.

A trama terá como colaboradores Péricles Barros e Claudia Gomes, com a direção de Fabrício Mamberti.

Apostas: Com "Deus Salve o Rei" já escalada e em linha de produção, essa será a terceira novela das 19h seguida com lançamento de novos autores.

Atualmente está em cartaz "Rock Story", de Maria Helena Nascimento. Na sequência, irá ao ar "Pega Ladrão", de Claudia Souto, que também nunca teve uma novela solo, da mesma forma que Adjafre.

Fonte: Na Telinha


Débora Falabella será vilã em "A Força do Querer"


Débora Falabella está de volta às novelas, após cinco anos, em "A Força do Querer". Seu último trabalho no gênero foi no fenômeno "Avenida Brasil", em que ficou marcada como Nina.

Agora, ela será a vilã Irene, marcando também seu retorno a uma novela de Glória Perez, 15 anos depois da drogada Mel de "O Clone".

Em conversa com o jornal Extra, Falabella fala sobre sua nova personagem: “Ela é sedutora e vai atrás do seu objetivo usando artifícios que a gente não usaria na vida. Ela precisa que aquela pessoa se apaixone por ela e arma para isso, não importando se ela é casada ou não”.

Depois que deixou "Avenida Brasil", a atriz se dedicou ao teatro, cinema e também fez as séries "Dupla Identidade" e "Nada Será Como Antes", na Globo.

"A Força do Querer" estreia no dia 3 de abril, substituindo "A Lei do Amor" na faixa das 21h.

Fonte: Na Telinha


Antes de estrear, "Novo Mundo" garante primeira exportação


Antes de estrear na Globo, "Novo Mundo", novela dos estreantes Alessandro Marson e Thereza Falcão, já garantiu sua primeira exportação.

A novela acaba de ser adquirida pela SIC, uma das maiores emissoras de TV de Portugal e parceira da Globo há mais de 20 anos na importação de títulos produzidos por aqui.

Sua aquisição, inclusive, rompe um hiato de quatro anos sem exportação de novelas das 18h para lá. A última a ser exportada foi "Lado a Lado", de Claudia Lage e João Ximenes Braga.

A empolgação da SIC em adquirir "Novo Mundo" se deve a uma série de fatores. No casting, por exemplo, há quatro atores portugueses: Ricarod Pereira, Joana Solnado, Paulo Rocha e Maria João Bastos.

Outro ponto que fez com que a emissora acreditasse no folhetim é na sua própria narrativa. "Novo Mundo" terá em seu texto várias referências a Portugal, país do qual partirá o navio com a Princesa Leopoldina (Letícia Colin) e onde os protagonistas Anna Millman (Isabelle Drummond) e Joaquim Martinho (Chay Suede) irão se conhecer.

"Novo Mundo" ainda não tem previsão de estreia em terras portuguesas. Há chances de que substitua "Haja Coração", que por lá tem o nome de "Sassaricando" e vai ao ar às 19h, ou "A Lei do Amor", transmitida à meia-noite.

Sucessora:

Ainda que deva ficar em cartaz por pelo menos seis meses, "Novo Mundo" já tem sua substituta escalada. A trama seguinte será "Amor e Morte", de Alcides Nogueira feita com parceria de Bia Corrêa do Lago - que se valerá do argumento do pai, Rubem Fonseca.

Bruno Ferrari, Sabrina Petraglia e Marcos Pitombo deverão ter os papéis principais. A direção ficará a cargo de Jayme Monjardim, que desde 2016 é contratado por obra da Globo. Ele fará sua volta às novelas dois anos após "Sete Vidas".

Fonte: Na Telinha


‘Novo Mundo’ refaz história com ‘licença poética’


A austríaca Leopoldina (Letícia Colin) parte de navio rumo ao Brasil para se casar com o português D. Pedro (Caio Castro), por quem é apaixonada antes mesmo de conhecer. Já D. Pedro, que mais tarde seria conhecido como “o libertador” por proclamar a Independência do Brasil, era um mulherengo convicto. Ele teria logo cedo um romance extraconjugal com Domitila, personagem que entraria para a história como a Marquesa de Santos (Agatha Moreira), formando um triângulo amoroso já no início do casamento. Isso, ao menos, em Novo Mundo, novela que substitui Sol Nascente na faixa das 6 da Globo nesta quarta-feira com “liberdade poética”, como diz uma de suas autoras, Thereza Falcão. O risco, naturalmente, é que Novo Mundo se torne um festival de patacoadas como foi a série Quinto dos Infernos, de Carlos Lombardi, exibida pela mesma Globo em 2002, com Marcos Pasquim como um voraz a abobalhado D. Pedro I.

Mas os autores juram não se importar e já têm uma defesa preparada para os que torcem o nariz para a sua licença poética, graças à qual a Marquesa de Santos vai entrar no enredo antes do tempo. “Tem gente mandando mensagem para a gente, defendendo a Domitila; ou dizendo: espero que sejam fiéis à história. Como se as pessoas conhecessem a história. A história é uma versão. Resolvemos contar a nossa”, defende Alessandro Marson, o outro autor da trama. Thereza complementa: “A gente está fazendo uma novela a partir de versões. É como se a gente estivesse contando os bastidores, o lado humano da história. Estamos trazendo D. Pedro na sua humanidade máxima. Ele compunha e tocava, e ao mesmo tempo era extremamente machista, galinha. A Leopoldina era realmente apaixonada por ele. Claro que existem coisas que são reais: o Dia do Fico, a Independência.”


Ainda da realeza, estão na trama Dom João (Léo Jaime), Carlota Joaquina (Débora Olivieri), entre outros. Já os protagonistas da novela, o ator Joaquim Martinho (Chay Suede) e a professora de português Anna Millman (Isabelle Drummond), que formarão um casal, se enquadram na categoria dos personagens criados pelos autores. Mas podem perfeitamente trazer características de pessoas reais que viveram naquela época. Como a própria Anna. “Havia a professora dos filhos da Leopoldina. Mas, na verdade, a gente descobriu depois que existia essa pessoa. Ela foi casada com um historiador inglês e, antes de chegar ao Brasil, havia viajado o mundo inteiro. Foi para a Índia, África, falava várias línguas”, diz Marson. “E a gente criou uma personagem assim: uma menina que pudesse lutar com espada e que andasse a cavalo, só que, em vez de inseri-la como uma mulher casada na trama, a gente a fez como a filha solteira de um historiador.”


Adorável vilã - A parte cômica do folhetim caberá à vilã Elvira Matamouros (Ingrid Guimarães). Atriz da mesma companhia de teatro de Joaquim, Elvira “ficou pra titia” e, aproveitando a bebedeira do colega, acaba se casando com ele, contra a vontade do rapaz. Elvira ainda o coloca numa confusão e por isso ele entra escondido na mesma embarcação da comitiva de Leopoldina, onde conhece e se apaixona por Anna, que acompanha a princesa na viagem. “Elvira é a antagonista, mas é adorável. Chegando aqui, acontece tudo de ruim com ela. E ela vai se virando, até que descobre que o marido está vivo”, antecipa Thereza.

Ela e Marson lembram que, a princípio, pensaram numa outra história para a sua estreia como autores principais da Globo. Aquela primeira ideia acabou não passando pelo crivo de Silvio de Abreu, diretor do departamento de dramaturgia diária da emissora. Eles passaram a focar, então, na faixa das 18h, na história que queriam contar nesse horário — e que não precisava ser necessariamente histórica. “A gente acabou chegando a essa época, porque é a construção do Brasil”, afirma Alessandro Marson. “Era uma época em que as mudanças eram muito grandes, os europeus chegando, tinha príncipe, princesa, isso realmente aconteceu. Por que não mostrar?”


A volta da novela de época - O clima é o mesmo das produções hollywoodianas capa e espada, ao estilo dos filmes de Errol Flynn, com um pouco de Piratas do Caribe e porções de história do Brasil. Novo Mundo retoma o folhetim de época no horário, povoado por alguns personagens históricos, como D. Pedro e sua mulher, a arquiduquesa Leopoldina, e outros muitos fictícios. Todos eles embalados pelo espírito de aventura que se estabelece no Brasil, o tal novo mundo, no início do século XIX — mais precisamente entre 1817 e 1822, ano da independência do país.

Com direção artística de Vinícius Coimbra, Novo Mundo marca a estreia de Thereza Falcão e Alessandro Marson como autores titulares de uma novela, após muitos anos trabalhando como colaboradores de nomes como João Emanuel Carneiro, Duca Rachid e Thelma Guedes.


Aliás, a emissora vem investindo numa renovação de seu banco de autores, sem claro, abrir mão de assinaturas já consagradas, como Gloria Perez, Walcyr Carrasco e tantos outros. Thereza e Alessandro concordam que haja essa renovação, em entrevista, no Rio.”Acho que começa com a própria mudança de política da TV Globo”, comenta Thereza. E Alessandro emenda: “Precisa ter gente nova, novas formas de contar história, porque sempre, com as mesmas pessoas escrevendo, chega uma hora que fica muito parecido tudo. Ter uma pessoa nova escrevendo dá um brilho”.

A dupla conta que sempre trabalhou muito bem junto, desde que se encontrou num mesmo trabalho, o Sítio do Picapau Amarelo, no início dos anos 2000. E que coincidência: no Sítio, a atriz Isabelle Drummond, ainda criança, despontou como a espevitada boneca de pano Emília; e, agora, aos 22 anos, é uma das protagonistas de Novo Mundo. Isabelle interpreta a mocinha da trama, a professora de português Anna Milmann, que engata um romance com o ator Joaquim Martinho (Chay Suede). Não faz muito tempo, na 1ª fase da novela A Lei do Amor, Isabelle e Chay fizeram um par romântico. E, pelo que tudo indica, a parceria foi aprovada.

(Com informações do Estadão)


Record busca atores para "O Apocalipse"


Nem mal estreou "O Rico e Lázaro", mas a RecordTV já começa a vislumbrar seu elenco da próxima novela, "O Apocalipse", uma das mais aguardadas.

Com locações em Nova Iorque, Roma e Jerusalém, equipes da emissora serão enviadas para rodarem cenas de uma só vez. Ir e voltar sairia muito caro. A direção optou por usar stockshots, imagens adaptáveis que são inseridas durante ao enredo.

No que tange ao elenco, a RecordTV busca garimpar atores que estão sem contratos no mercado, especialmente quem atuou em produções recentes da Globo.

Antigamente, como os atores tinham longos contratos com a rede carioca, essa negociação ficava mais difícil, mas pela nova política em reduzir custos, outros canais, como a própria RecordTV e o SBT, conseguem "pescar" bons atores vindos de lá.

"O Apocalipse" é o último livro da Bíblia, e a adaptação da RecordTV será contemporânea. A novela será escrita por Vivian de Oliveira, a mesma de "Os Dez Mandamentos". A direção ficará a cargo de Edson Spinello, de "Rei Davi" e "Amor e Intrigas".

A estreia está prevista para o fim deste ano.

Fonte: Na Telinha


Em alta, Suzana Pires renova com a Globo


Uma das autoras de "Sol Nascente", Suzana Pires, renovou seu compromisso com a Globo até 2021.

O vínculo vale para atriz e também como autora, onde a direção que entendeu que ela desempenhou esse papel muito bem.

Apesar dos problemas iniciais, "Sol Nascente" terminou com viés de alta. As informações são do jornal O Globo desta quinta-feira (23).

Suzana foi quem segurou a bronca de quando Walther Negrão esteve por um período internado e "deixou" a trama. Suzana Pires e Júlio Fischer seguraram a peteca e continuaram a história.

"Sol Nascente" chegou ao fim nesta terça-feira (21). Por enquanto, Suzana não tem novos trabalhos à vista na Globo.

Fonte: Na Telinha


Isabella Santoni não raspará o cabelo em novela


Isabella Santoni não vai precisar raspar os cabelos novamente na reta final de "A Lei do Amor".

Em tratamento contra o câncer que voltou, o estado de saúde de Letícia vai piorar ainda mais nos últimos capítulo da novela das 21h. Mas a Globo decidiu que a atriz não vai cortar os fios de verdade, como aconteceu no início da trama.

Desta vez, ela usuará uma peruca de látex e maquiagem especial.

Segundo o jornal Extra, a decisão aconteceu porque a novela vai ter uma passagem de tempo e, se Letícia não morrer e ficar com Antônio (Pierre Baitelli), ela poderá aparecer com o cabelo comprido. E é isso que deve acontecer, já que os atores gravam sábado (25) numa praia deserta.

A peruca de látex já foi utilizada em outras produções na TV, como com Joana Fomm em "Tieta" (1989-1990) e Lília Cabral em "Chocolate com Pimenta" (2003-2004), entre outras.

Fonte: Na Telinha


"BBB17" terminará numa quinta-feira


 Inicialmente previsto para terminar no dia 11 de abril, o "Big Brother Brasil 17", da Globo, terminará dois dias depois, numa quinta-feira.

A única vez que o "BBB" terminou na quinta foi na 12ª edição, em 2012. O motivo do "adiamento" é desconhecido, mas desde o início, esta edição do reality apresentou elementos diferentes.

Primeiro, o apresentador. Pedro Bial deixou seus "heróis" após 16 temporadas e deu lugar ao jornalista Tiago Leifert. Depois, o "BBB17" estreou numa segunda-feira, dia 23 de janeiro, numa espécie de "pré-estreia", colocando dois pares de gêmeos na casa num primeiro momento.

Ainda no dia 13 de abril, a Globo também transmitirá o último episódio da temporada de "Amor & Sexo". Na mesma semana, chegará ao fim a temporada do "Tá no Ar: A TV na TV".

Fonte: Na Telinha


Conheça "Vade Retro", nova série da Globo


Em abril, a Globo estreia a nova série da dupla Alexandre Machado e Fernanda Young ("Os Normais", "Separação", "Macho Man", "O Dentista Mascarado"), "Vade Retro".

Protagonizada por Monica Iozzi e Tony Ramos, a trama é considerada uma "comédia diabólica", tratando questões éticas com uma estética irônica de terror e com tom sarcástico.

Iozzi é Celeste, uma doce e inocente mulher, que foi beijada pelo Papa quando tinha dois anos de idade. Isso poderia ser um bom sinal, mas hoje ela é uma advogada mediana, quase sem cliente e com uma vida bem pacata. Isso muda a partir da aproximação de Abel Zebu, um empresário bem sucedido mas sem escrúpulos, que só pensa nele mesmo e infringe regras de convívio social, uma representação do próprio capeta.

Abel traça o objetivo de contratar Celeste para ser mais do que sua advogada no processo de separação conjugal. Seus planos envolvem usar a inocência e a juventude da moça para seus escusos negócios.


Entre um jantar e um passeio de jatinho, a advogada é atiçada pelo jeito sedutor de Abel, que não se preocupa em esconder sua metodologia nada política de conseguir o que quer.

Mãe e namorado de Celeste, Leda (Cecília Homem de Mello) e Davi (Juliano Cazarré) tentam, em meio a tantas trapalhadas, mantê-la longe desse homem de ar sombrio e atitudes demoníacas.

Abel tem de driblar ainda a secretária da advogada, Kika (Luciana Paes), que troca favores por cirurgias plásticas; sua ex-mulher bruxa, Lucy (Maria Luisa Mendonça); sua enteada sinistra, Carrie (Nathália Falcão); e seu filho tenebroso, Damien (Enrico Baruzzi).

Com direção de Mauro Mendonça Filho, "Vade Retro" será o primeiro trabalho de Monica Iozzi desde que deixou a apresentação do "Vídeo Show", em fevereiro de 2016.

A ideia era estrear a série ainda no ano passado, mas acabou ficando agora para abril.

Fonte: Na Telinha


SBT demite parte da equipe de Celso Portiolli


Na tarde desta terça-feira (21), o SBT dispensou 12 funcionários que faziam parte da equipe de Celso Portiolli nos programas "Sabadão" e "Domingo Legal". O primeiro foi extinto em fevereiro.

Além disso, a verba de produção da atração dominical foi reduzida.

Entre os profissionais que permaneceram na emissora, o clima é de desânimo e insegurança. Conforme apurado pela reportagem, Silvio Santos está insatisfeito com a audiência e cobra melhores resultados do "Domingo Legal". A decisão de demitir parte da produção de Celso Portiolli estava no aguardo do sinal verde do empresário, que retornou de férias na última semana.

Procurada, a assessoria de imprensa do SBT confirmou as dispensas e emitiu o seguinte esclarecimento: "Como o 'Sabadão' foi extinto e o 'Domingo Legal' tem duas horas de duração, não tem como permanecer com uma produção gigantesca. Por isso foi necessário dispensar 12 pessoas, as quais deixaram portas abertas na emissora e serão os primeiros a serem chamados caso o SBT tenha uma oportunidade de programa de auditório".

No último domingo (19), o "Domingo Legal" marcou 7 pontos de média no Ibope da Grande São Paulo, ficando em terceiro lugar na preferência do telespectador na faixa das 13h às 15h.

Fonte: Na Telinha


Roberto Carlos participará do especial "Chacrinha"


Com papel fundamental no lançamento da carreira de Roberto Carlos, o Rei participará e prestará sua homenagem ao Chacrinha num especial na Globo.

Segundo informações do jornal O Globo, o cantor participará da atração que será em comemoração aos 100 anos do Velho Guerreiro.

O intérprete de Chacrinha será Stepan Nercessian, como já fez no teatro em "Chacrinha, o Musical", de Pedro Bial e Rodrigo Nogueira.

Ao todo, serão quatro episódios que estão sendo tocados por Cláudio Paiva, Júlia Spadaccini e Carla Faour.

Em 2015, Nercessian disse como se preparava para viver o animador nos palcos: "O que eu faço é sumir. A minha concentração é em desaparecer para que o Chacrinha fique. Quando ele chega, essa comoção é o reencontro do público com algo que eles amam muito. O grande mistério é não atrapalhar o Chacrinha. Então, é uma prova contundente de que ele continua um campeão de audiência".

Fonte: Na Telinha


Produção do Gloob é indicada ao Emmy Kids


A TV brasileira é conhecida no exterior pela sua qualidade em telenovelas. Entretanto, depois de muitos investimentos da Globosat no canal infantil Gloob, a programadora faz o Brasil começar a ganhar destaque internacional na categoria animação. Algo impensável anos atrás.

O desenho "SOS Fada Manu" foi indicada ao Emmy Kids, principal premiação internacional focada em conteúdo infantil. O evento acontece no dia 4 de abril em Cannes, na França, durante a MIPTV, uma das maiores e mais importantes feiras de televisão do mundo.

"SOS Fada Manu" é uma coprodução do canal Gloob com a Boutique Filmes e a Lightstar Studios. Além disso, A TV Pinguim, dos empresários Kiko Mistrorigo e Célia Catunda, disputa na categoria pré-escolar, o Emmy Kidscom, com o "Show da Luna" , exibida no Discovery Kids.

Criado em 2004, o BrazilianContet (programa de exportação da Bravi) fez parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e organiza a presença da delegação brasileira no MIPTV.

Fonte: Na Telinha


Record, SBT e RedeTV! sairão da TV paga


Uma nova guerra está formada na TV paga. Na tarde desta sexta-feira (24), RecordTV, SBT e RedeTV! exibiram em suas programações um comunicado informando que a partir do dia 29 de março deixarão as operadoras Net, Claro, Vivo e Sky em São Paulo.

As três emissoras criaram juntas a Simba, com a intenção de negociar seus sinais digitais, porém as teles se recusam a pagar, já que isso iria encarecer o custo aos assinantes.

Durante a semana, a Net já vinha informando o público de que os três canais poderiam deixar seu line-up, mas que estava em busca de um acordo. Pelo visto, não deu certo.

RecordTV, SBT e RedeTV! dizem possuir juntas 20% da audiência da TV por assinatura, e querem cobrar 3 reais mensais por assinante, alegando que Globo e Band recebem por seus sinais, que são repassados juntamente com um pacote da Globosat e Grupo Bandeirantes.

As operadoras são obrigadas por lei a carregar os canais analógicos, mas não os digitais.

A partir do dia 29, o sinal analógico será desligado na Grande São Paulo.

Fonte: Na Telinha


Ingrid Guimarães se machuca em gravações


De volta às novelas após quatro anos (esteve em "Sangue Bom"), Ingrid Guimarães se machucou durante as gravações de "Novo Mundo", que estreia nesta quarta-feira (22) na Globo.

Na pele da vilã Elvira, a atriz levou alguns tombos, até pedir para usar dublê. “Elvira não luta, mas corre muito, pula, cai no rio, levo uns tombos, até o joelho eu já machuquei. Eu não estava preparada, não! Usei dublê em quase todas as cenas. Se não fosse eles, eu não estaria viva agora”, conta entre risos ao jornal Extra.

Ingrid comemora a personagem, classificando-a como uma de suas melhores: “Com certeza, ela é um dos meus melhores personagens. Quando a gente faz comédia em novela, o núcleo é separado. Aqui eu participo intensamente da história inteira. Elvira é uma vilã divertida. Estou fazendo uma coisa totalmente teatral na televisão”.

A atriz aparecerá no ar falando com sotaque de Portugal, já que Elvira é uma atriz que vem ao Brasil atrás de Joaquim (Chay Suede), com quem se casou após uma armação.

“Está na sarjeta, mas seu comportamento é de diva. Nunca fiz uma personagem que tenha tanta autoestima como ela. Ela se acha incrível”, brada.

Fonte: Na Telinha


Armando Babaioff está cotado para "Os Trapalhões"


O ator Armando Babaioff, que esteve no elenco de "A Lei do Amor" recentemente, está cotado para viver a nova versão de "Os Trapalhões" segundo o jornal O Globo.

Lucas Veloso, Mumuzinho e Gui Santana já acertaram suas pariticipações como Didi, Mussum e Zacarias, respectivamente. Até leituras de texto os atores fizeram.

As gravações da nova versão do humoristico começam em abril, e será transmitida aos domingos, no mesmo horário da "Escolinha do Professor Raimundo".

Péricles Barros e Mauro Wilson estão a cargo dos roteiros e Renato Aragão também participa da criação do projeto.

A estreia deve ocorrer em meados deste ano, com 12 episódios.

Fonte: Na Telinha


Teo Taveira entra na escala do "RedeTV! News"


Considerado internamente um dos nomes mais promissores do jornalismo da RedeTV!, Teo Taveira estreia neste sábado (25) na bancada do principal telejornal da emissora, o "RedeTV! News".

O jornalista, que já ocupou o posto de correspondente internacional em Portugal pela RecordTV, integrará a escala de plantão do jornalístico, composta também por Augusto Xavier, Mauro Tagliaferri e Laerte Vieira. Na estreia, dividirá o posto com Luciana Camargo.

Sobre o desafio de assumir a bancada de um noticiário nacional, Teo Taveira comenta: “É uma alegria muito grande, porque demostra a confiança que a emissora tem em mim. Ter a oportunidade de substituir uma lenda do jornalismo como o Boris Casoy só reforça o apoio que o Franz Vacek [superintendente de Jornalismo e Esportes da RedeTV!] e a Lídice Leão [chefe de redação do Jornalismo da RedeTV!] estão me dando e a aposta que estão fazendo desde que cheguei à TV. Estou muito feliz e ansioso ao mesmo tempo”. 

Na RedeTV!, o jornalista participou de grandes coberturas, entre elas o Impeachment de Dilma Rousseff, a queda do avião da Chapecoense e a crise do sistema penitenciário na região Norte do país.

O "RedeTV! News" vai ao ar neste sábado às 21h30. De segunda a sexta, é ancorado por Boris Casoy e Amanda Klein às 19h15.

Fonte: Na Telinha


Rafaela Mandelli deixa a Record


Recém-saída de "A Terra Prometida", Rafaela Mandelli também está se desligando da RecordTV. As informações são da jornalista Patrícia Kogut.

A atriz, que assinou com a emissora em abril de 2007, deixa o canal após diversas novelas em seu currículo. Além da última trama bíblica, também atuou em projetos como "Vitória" e "Caminhos do Coração".

Desta forma, pela primeira vez desde 2013, Rafaela se dedicará exclusivamente à série "O Negócio", que está indo para sua quarta e última temporada. Até então, ela se dividia entre as produções da HBO e as da RecordTV.

Rafaela Mandelli ganhou destaque em sua carreira como a Nanda, protagonista da temporada de 2001 de "Malhação", na qual fez par com Iran Malfitano. Curiosamente, 15 anos depois eles se encontraram em "A Terra Prometida".

Fonte: Na Telinha


Lucas Lucco levam fãs à loucura


Lucas Lucco surpreendeu os fãs e seguidores do Instagram nesta quinta-feira (23), ao postar fotos sem camisa durante treino de crossfit.

Nas imagens as veias saltadas do cantor assim como seu corpo sarado chamaram bastante atenção e os fãs deixaram dezenas de comentários.

"Que homem é esse Senhor, oh aqui em casa, multiplica", disse uma seguidora. "Lucas vc ta cada dia mais lindo,te adoro", comentou a fã. "Nossa senhora do corpo definido.. manda um desses pra mim!! Nunca te pedi nada..", escreveu a seguidora.

Fonte: Na Telinha


Poliana Abritta fala da rotina ao lado de seus trigêmeos


Capa da QUEM da semana, nas bancas a partir de quarta-feira (22), Poliana Abritta, de 41 anos, apresentadora do Fantástico, conta da rotina com seus trigêmeos, Guido, José e Manoela, e garante: é uma mulher forte, sem perder a doçura. "Sou muito forte, durona e aguerrida. Mas ser forte não faz com que eu não seja uma florzinha por dentro", diz.

Solteira desde a separação do arquiteto Glênio Carvalho, há quatro anos, Poliana não acha difícil criar o trio de 8 anos de idade – mesmo sem a ajuda do ex-marido e da família, que moram em Brasília. A jornalista vive no Rio desde que assumiu a apresentação do Fantástico ao lado de Tadeu Schmidt, em 2014. “Acho mais fácil criar três do que um. Eles brincam entre eles”, pondera.

A apresentadora faz análise desde os 18 anos – em fases distintas da vida –, mas não é de ficar mal por muito tempo. “Todo mundo tem um dia ruim. Questões com meus filhos, definitivamente, me desestabilizam. Às vezes, acho que estou com um problema enorme no trabalho e, quando chego em casa, vejo que o menino está com febre. O problema no trabalho diminui”, argumenta.

A edição traz ainda uma entrevista exclusiva com o futuro papai Junior Lima, e mais entrevistas com Lázaro Ramos e Carlinhos Brown. Mulheres poderosas como Juliana Paes, Isis Valverde, Paolla Oliveira, Candy Mel, Kate Middleton e Camila Pitanga. Tem também as dicas para os signos pela nossa colunista Sense Marcia!

Fonte: Quem


Ex- ator mirim de "Senhora do Destino" quer voltar à TV


Basta só uma novela começar a ser reprisada no "Vale a Pena Ver de Novo" que a curiosidade sobre os atores mirins vem à tona. Afinal, como eles estão? Em "Senhora do Destino", Thadeu Matos ganhou destaque na pele de Bruno, filho do personagem vivido por Eduardo Moscovis e neto de Maria do Carmo, interpretada pela atriz Susana Vieira. E hoje, 13 anos depois, por onde ele anda?

Atualmente com 25 anos, Bruno faz faculdade de Teatro na Unirio e integra o elenco do musical "Vamp", que estreou nessa semana no Rio. "Senhora do Destino" foi sua primeira e única novela, fato que ele lamenta. "Sofri muito depois do término da novela. Tinha 12 anos né? Então, as coisas não eram bem compreendidas na minha cabeça. A gente acha que quando termina uma novela de grande sucesso, você vai fazer outras, que vai ser chamado para outros trabalhos. E quando isso não acontece, você começa a se questionar se o problema é com você, se não está respondendo às expectativas", diz ele, que não esconde a vontade de voltar às telinhas.

"Sinto saudade, sem dúvida. O ator tem que estar aberto a todos os caminhos da arte. Eu me identifico mais com o teatro, mas se tiver que fazer um filme ou uma novela, vou fazer muito feliz. O importante é trabalhar", declara.


Teatro e diversidade - Namorando há seis anos uma atriz que conheceu na faculdade, Thadeu comemora o fato de atuar no projeto "Ocupação Rio Diversidade", no qual apresenta monólogos sobre questões de gênero, cultura queer e comportamento LGBT.

"Não me considero um militante da causa, mas ser um veículo desses questionamentos, desse 'acorda' do espectador, é uma responsabilidade muito grande e uma realização. Você vai além da diversão. Você faz pensar, você toca de alguma forma. Faz com que o público olhe de forma menos banalizada para isso. Esse tipo de projeto coloca essa lente de aumento, esse zoom nessas questões", orgulha-se ele, que também trabalha como dublador de séries como "Criminal Minds" e "Supergirl".

"Comecei com 16 anos. A carreira entrou por acaso na minha vida. É um mercado que demora a te absorver, mas se der certinho é um trabalho para a vida toda. Não tem crise", afirma.


Corpo - O atual físico do rapaz chama atenção e nem de longe lembra aquele garoto de 2004. "Quando eu falo que era aquele garoto cabeludo de 'Senhora do Destino' as pessoas se espantam: 'Nossa, era você?'". Para manter a boa forma, Thadeu garante que não fica se matando na academia. "Não faço dieta, tenho uma alimentação saudável, sem muitas restrições. Eu danço, fiz muito tempo de bale clássico e jazz. Academia é o que menos faço. As aulas de dança e a prática teatral me deixam com esse corpo", conta.

Fonte: EGO


Charlie Sheen conhece celebridades com HIV


Em entrevista ao programa de TV "The Kylie Jackie ‘O’ Show", Charlie Sheen falou sobre outras celebridades com o vírus HIV.

Questionado se conhecia os artistas, ele respondeu: "Sei quem são essas pessoas, mas levarei essas informações para o meu túmulo". 

Charlie revelou ao mundo que tinha o vírus em 2015, após ser chantageado por pessoas. "Eu estou aqui e digo que sou HIV positivo. Me liberto dessa prisão hoje", disse ele. O ator confessou na época que teve o diagnóstico há quatro anos e que sempre foi honesto em relação a sua condição para parceiras de sexo e namoradas: "Sempre usei camisinha e fui honesto sobre a minha condição".

No "The Kylie Jackie ‘O’ Show", o ator também falou sobre Lady Gaga.

Segundo Sheen, a cantora o convidou para um vídeo no qual ela dançaria pelada para ele: "Ela me perguntou se eu estava preparado e eu disse que nasci preparado. Conversamos bastante pelo telefone, mas nunca voltamos a nos falar e o vídeo não aconteceu".

Fonte: Na Telinha


Brasil volta aos 10 maiores mercados de cinema


Rompendo um hiato de dois anos, período em que ocupou a 11a. posição por entre os maiores mercados de cinema do mundo, o Brasil voltou a figurar por entre as “top ten” bilheterias mundiais.

Mesmo com números menores, o Brasil ocupou a 10a. posição em 2016, logo atrás da Austrália e do México, com faturamento de US$ 700 milhões. Em 2013, a venda de ingressos nos cinemas brasileiros foi de US$ 900 milhões.

O Brasil também foi o único país da América Latina a crescer na bilheteria em 2016 – aumento de 5%. No total, a América Latina foi a região que apresentou o maior decréscimo em número de ingressos vendidos no ano passado, com uma significante queda de 17.6%. Nos mercados da Europa, Oriente Médio e África, aferidos juntos, a queda foi de 2.1%. Os dados foram divulgados hoje (22) pela Associação Cinematográfica dos Estados Unidos (MPAA, em inglês).

Excluída a bilheteria da América do Norte (EUA e Canadá), cujos números são computados e estudados à parte, a China ocupa a primeira posição de arrecadação no mundo. No ano passado, o mercado chinês faturou US$ 6.6 bilhões na bilheteria. Mas o nível de crescimento ficou estagnado, devido a tendência de desaceleração da segunda maior economia do mundo. Japão e Índia ocuparam respectivamente a vice-liderança e o terceiro lugar. No Japão, a venda de ingressos em 2016 foi robusta, com aumento de 11%.

A bilheteria global bateu recordes em 2016. Foram US$ 38.6 bilhões em ingressos vendidos, acréscimo de 0.5% se comparado com o ano anterior.

O número de salas de cinema no mundo aumentou em 8%. Agora existem 164 mil delas. A Ásia foi a região que mais inaugurou cinemas.

Na América do Norte, o faturamento, com crescimento de 2%, também foi recorde: US$ 11.4 milhões. O preço médio de um ingresso de cinema nos EUA e Canadá foi de US$ 8.65 (aproximadamente R$ 27.00), uma inflação de 2.6%. Segundo Christopher J. Dodd, CEO da MPAA, a frequência dos milennials nos cinemas foi “vibrante e vigorosa”.  O grupo com idades entre 18 a 24 anos compareceu aos cinemas em uma média de quase 7 vezes num período de doze meses.

Mas muitos quarentões ficaram longe das salas de cinema. Grupos com faixas etárias de 40 a 49 anos, e de 60 anos para cima não apresentaram acréscimo nas estatísticas.

As mulheres formaram número majoritário de público em três dos cinco filmes de maior bilheteria na América do Norte em 2016. Cerca de 55% da platéia do desenho animado “Procurando Dory”, filme campeão de bilheteria em 2016, foi formada por mulheres.

Fonte: UOL

______

Ficamos por aqui, de olho na telinha.

Twitter: @bysilver_br
Oferecimento:
Arte Final Gráfica (62) 3225-2847
Goiânia Hostel – Albergue – www.goianiahostel.com

-