10 de julho de 2012

Além da Vida - Capítulo:8

Continuação do capítulo anterior...

Bel faz força querendo dizer algo. Com medo de ser desmascarada Verônica sai dali.

Daniel (tentando acalmar Bel) – Por favor, meu amor não se esforce. A ambulância já esta chegando. Você vai ficar bem.

Bel (ofegante) – Não Daniel... Eu preciso falar... Eu sinto que é meu fim...

Daniel – Não Bel! Não é o seu fim. Você vai ficar bem. Nós vamos nus casar. Vamos ter os nossos filhos... (emocionado) – Lembra do juramento que agente fez quando nós éramos crianças?

Bel (bastante cansada) – Lembro... Nós juramos que nus casaríamos e ficaríamos juntos. Mas o destino acabou nus pregando uma peça...

Daniel – Bel pare com essa bobagem! Você não vai morrer.

Bel (ofegante) – Daniel eu quero que você saiba que você foi o meu primeiro e único amor. Eu nunca vou te esquecer... Esteja onde eu estiver... Sempre vou te amar. Desculpa por não poder fazer você feliz...

Daniel começa a chorar, ouvindo as palavras da amada.

Bel – A minha mãe vai sofrer muito com a minha ida. Por favor, ajude o meu pai a cuidar dela. E nunca esqueça que eu... Te amo...

Bel dá seu último suspiro e morre nos braços de Daniel. Desesperado o jovem tenta acordar a amada, mas é em vão. Ele então abraça Bel e começa a chorar. A emoção toma conta de todos que estão ali. Verônica de longe observa tudo.

Verônica (falando em pensamento) – Que você seja muito feliz no inferno, sua songamonga!

As horas se passam... Viaturas da polícia estão em frente a igreja. O corpo de Bel esta tampado com um lençol. Todos estão inconformados com a morte precoce de Bel. Um dos policiais vai até Omar que está próximo ao corpo da jovem.

Policial – Doutor, infelizmente nós não conseguimos localizar o assassino da sua sobrinha. Nós fizemos uma busca pela região e nada foi encontrado.

Omar – De qualquer forma muito obrigado. (decidido) – Mas pode ter certeza que eu vou fazer de tudo para colocar o responsável pela morte da minha sobrinha na cadeia!

Num outro ponto da rua, Daniel esta dentro de uma ambulância recebendo cuidados de uma equipe médica. Devido ao acontecimento, o jovem ficou sem ar e a sua pressão abaixou. Sandra vai até ele.

Sandra – Você ta melhor?

Daniel (inconformado) – Pra mim a vida acabou Sandra. A Bel era tudo pra mim.

Sandra – Daniel, você precisa ser forte. Eu também estou muito triste com a morte da Bel, mas nós temos que encontrar forças para superar isso. Olha, a Marisa esta lá dentro da igreja com o Jonas e a Leila... Vamos lá comigo? Assim agente acalma ela um pouco...

Sem falar nada, Daniel sai da ambulância e entra na igreja com Sandra.

Cena: 2. Igreja. Noite.

Marisa esta inconformada. Jonas e Leila tentam acalmar a dona de casa.

Marisa (desesperada) – Eu quero ver a minha filha! Eu quero a Bel! Jonas cadê ela?

Jonas – Marisa, por favor, se acalme.

Marisa (nervosa) – Eu não quero me acalmar! Eu quero ver a minha filha!

Leila – Minha amiga você vai precisar ser forte...

Marisa – Leila, não minta pra mim... O que aconteceu com a minha filha?

Daniel e Sandra entram na igreja. O jovem está visivelmente abalado. Sem perder tempo Marisa vai até o jovem.

Marisa (desesperada) – Daniel todo mundo ta me escondendo a verdade. Por favor, me diga o que esta acontecendo? Onde esta a Bel? Eu vi ela caída lá fora toda ensanguentada... (caindo a ficha) - Peraí... Não me diga que...

Daniel não consegue dizer nada. Marisa então constata que a filha esta realmente morta.

Marisa (angustiada) – Não... A minha filha não... Nãããoooo!!!

Sem dizer nada Daniel abraça Marisa. Os dois caem em lágrimas. A emoção toma conta da igreja.

A imagem congela. Continua...

Um comentário:

Camile Ramos disse...

A web agora melhorando, está com mais ação, parabéns por ESTE CAPÍTULO Ekvis, espero que vc melhore nos outros.
bay.
Pode me responder quando ela voltará pra atormentar a vilã?